Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Assim como em qualquer área, é comum que no mundo dos videogames encontremos mentiras, teorias e lendas que de tanto serem repetidas acabam se tornando verdades, porém muitas delas sabemos que são mentira e por isso que resolvemos escrever um artigo bem interessante para derrubar todos os mitos sobre os videogames!

Antigamente, era comum que em conversas de amigos ouvíssemos que existia um código secreto para fazer algo mirabolante em um jogo específico ou que você conseguia liberar uma nova fase se fosse até um ponto específico praticamente impossível no cenário. Essas histórias na maioria das vezes eram criadas por jogadores que queriam enganar ou brincar com as pessoas e como naquela época a internet não era tão difundida, ficava difícil saber se era verdade ou não!

Atualmente é difícil não encontrar algo na internet, por isso ficou muito mais difícil difundir essas verdades falsas sobre jogos, mas mesmo assim, muitos mitos ainda persistem e nos deixam intrigados com algumas coisas, então porque não acompanhar a nossa lista e descobrir tudo que sabemos sobre as verdades sobre o mundo dos games!

1 - Adultos de Pokémon foram mortos em uma guerra


Adultos de Pokémon foram mortos em uma guerra - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Você já parou para pensar que no jogo Pokémon praticamente não existem adultos em Kanto e Johto? Os únicos adultos são as enfermeiras que ficam nos Centros Pokémon. Essa história de não existir adultos levou a criação de uma história ou mito.

Muitos dizem que os adultos de Pokémon participaram e morreram em uma guerra terrível que aconteceu na região, com isso os jovens precisam explorar todo o local para descobrir os mistérios, porém será que isso tudo é verdade mesmo? Os desenvolvedores de Pokémon nunca confirmaram essa história, mas tudo leva a crer que ela é mentira! Afinal nada diz que essa é a verdadeira história não é mesmo?!

2 - Pé Grande no GTA San Andreas


Pé Grande no GT San Andreas - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Essa é outra grande história mentirosa que rodou os sete cantos da internet por um bom tempo, porém a própria Rockstar confirmou que o Pé Grande nunca existiu no GTA San Andreas.

O tão esperado Pé Grande só foi liberado no Grand Thet Auto V, porém para conseguir jogar com a criatura você precisa provar que é um jogador assíduo. Além de precisar terminar 100% do jogo você precisa encontrar plantas de pelote e ainda participar de perseguições praticamente impossível para só depois de completar todo esse enredo conseguir liberar e jogar com o Pé Grande, mas lembramos que o Pé Grande no GTA San Andreas é MENTIRA!


3 - Triforce no Zelda


Triforce no Zelda - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi um jogo que teve o seu desenvolvimento lento e tenebroso, foram alguns anos liberando imagens daquilo que possivelmente integraria o game, mas muitas dessas imagens não passaram apenas de testes. O Triforce foi uma dessas imagens em que os fãs acreditavam existir depois do lançamento do jogo, mas que na verdade, não passou de algo que não "vingou" no jogo.

Muitos procuram e discutem sobre o assunto até hoje, mas a verdade é que o Triforce no Zelda não existe! Mesmo depois da liberação do código fonte do jogo, os mais viciados em Zelda não desistiram e continuam procurando pelo Triforce, mas ELE NÃO EXISTE!

4 - Videogame é coisa de criança


Videogame é coisa de criança - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Já se foi a época em que os adultos diziam que videogame é coisa de criança, que adulto não pode perder tempo na frente da TV disputando uma partida de videogame ou que isso é falta de maturidade! Claro que os adultos podem jogar e isso é mais comum do que você imagina, até porque os jogos servem não só como um passatempo, mas como uma forma de se desconectar do mundo real, esquecer os problemas da vida adulta e se reconectar à sua criança interior.

O videogame também é uma ótima forma de se aproximar do seu filho já que ao passar mais tempo com ele, mesmo que na frente do videogame, você acaba criando uma certa afinidade e tem mais assunto para conversar com seu filho, pode ter certeza que isso vai ajudar bastante na sua relação com ele!

5 - Milhares de cartuchos do jogo ET para Atari no deserto


Milhares de cartuchos do jogo ET para Atari no deserto - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Essa é uma história verídica e muito triste! Quem viveu na década de 80 sabe da história deste jogo, muito conhecido por ser o PIOR JOGO DE ATARI de todos os tempos! Segundo contam as más linguás, o fiasco do jogo foi tão grande que a desenvolvedora resolveu apagá-lo da história enterrando milhares de cartuchos no deserto, em um local específico.

Esse é um mito que realmente é VERDADE, pois um pesquisador resolveu procurar estes jogos e descobriu que eles realmente estão enterrados no deserto, mas não são apenas os cartuchos que estão lá, vários outros jogos de Atari e outras lembranças da história da empresa foram encontrados na região.

6 - A lenda Shen Long no Street Fighter II


A lenda Shen Long no Street Fighter II - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Sheng Long seria o mestre responsável por ensinar tudo que Ryu e Ken aprenderam ao longo de suas vidas, mas ele nunca apareceu em Street Fighter II e isso foi comprovado! Mas o mito existiu e perdurou por muito tempo com a desculpa que era preciso completar o game no nível mais difícil e sem sofrer nenhum dano, impossível não é mesmo?

7 - Pokémon: Música de Lavender e suicídios



Esse é outro mito que é MENTIRA, mas circulou livremente por muito tempo! O mito conta que logo no lançamento das primeiras versões de Pokemón o número de suicídios aumentou consideravelmente no Japão, isso porque existia uma fase chamada Lavender que tinha uma música horripilante e que fazia com que os jogadores se sentissem tão mal a ponto de terem vontade de se matar!

Claro que esse história é inverídica e que nenhuma morte foi relacionada ao jogo ou à música, mas que a música é bem assustadora e tenebrosa, isso é, não acharam? Veja o vídeo acima e tire as suas próprias conclusões.

8 - Luigi como protagonista no Super Mario 64


Luigi como protagonista no Super Mario 64 - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Esse também é um outro grande MITO E MENTIRA, o mito já foi desmentido pela própria Nintendo, mas mesmo assim muitos continuam procurando pelo amigo do Mario, tentando descobrir uma forma de jogar com ele!

Você já parou para pensar que se o Luigi fosse o protagonista do jogo, ele deveria se chamar Luigi 64 e não Super Mario 64?

A lenda sobre o Luigi no Super Mario 64 faz referencia ao fato de não ter a opção de jogar com o encanador verde e para liberar essa opção seria necessário coletar todas as moedas douradas sem perder vidas até o final do jogo. Tempos depois a Nintendo admitiu que o Luigi não fazia parte do jogo por força da limitação de armazenamento do cartucho.

9 - Meninas não jogam videogame


Meninas não jogam videogame - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Esse é um mito que ainda pode fazer parte da cabeça de alguns pais mais velhos e que não entraram na era digital, mas a verdade é que as meninas estão tão presentes quanto os meninos no mundo dos videogames. Prova disso é que nos Estados Unidos foi feita uma pesquisa que descobriu que 43% dos jogadores de videogame são meninas.

O maior sucesso entre elas é o The Sims, onde 50% são meninas, nada mais justo não é mesmo, afinal o jogo é uma espécie de "brincadeira de casinha virtual", coisa que as meninas adoram!

Mas vocês homens e pais, não se enganem, pois as meninas também gostam de jogos violentos de tiro, gostam de jogos de corrida e algumas preferem os jogos de RPG mais difíceis, por instigar o raciocínio e concentração. Essa história de que meninas não jogam videogame não passa de um preconceito contra as meninas que deve ser abolido, então você que é menina e gosta de jogar videogame, fique à vontade e divirta-se.

10 - Videogame deixa as crianças mais violentas


Videogame deixa as crianças mais violentas - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Existem centenas de estudos, alguns dizem que as crianças ficam mais violentas, outros estudos dizem que estes jogos ajudam as crianças, mas a verdade é que não existe um senso comum que diga que o videogame deixa as crianças mais violentas.

Claro que para cada jogo existe uma faixa etária que deve ser respeitada, até porque os jogos mais violentos não podem ser jogados pelos pequenos por serem traumáticos, mas para os maiores e que estiverem dentro da faixa de idade, não há nada de errado em jogar, mesmo que seja aquele jogo de tiro ou o temido jogo GTA, que também é violento.

11 - Gamers não tem vida social


Gamers não tem vida social - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Essa é outra grande mentira que os pais contam para seus filhos para que eles não passem horas e horas na frente do computador, mas a verdade é que a vida social dos gamers gira em torno do próprio jogo, ou seja, ele faz novos amigos, conhece pessoas diferentes e até arruma namoradas e namorados pelo jogo, através do chat.

Claro que toda essa realidade virtual tem um limite e quando falamos em namoro pensamos em duas pessoas reais que se encontram pessoalmente, conversam, saem para namorar e tudo mais. Mas nem sempre é isso que acontece, os namoros virtuais estão cada vez mais comuns e são comuns os casos em que jovens passam anos namorando sem conhecer pessoalmente a pessoa amada.

O que importa é que gamers também tem vida social, tudo bem que é uma vida social alternativa e bem diferente daquilo que hoje é "comum" e estamos acostumados, mas como nem todos são iguais, devemos respeitar as preferencias de cada um e entender que eles preferem um contato virtual ao contato pessoal.

12 - Mario Encanador ou Carpinteiro?


Mario Encanador ou Carpinteiro? - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Esse é um mito interessante já que a maioria dos jogadores acreditem que o Mario realmente sempre foi um encanador. Na verdade ele surgiu no jogo Donkey Kong como um carpinteiro, somente tempos depois que ganhou o seu próprio jogo e se transformou em um encanador de sucesso.

13 - Nintendo muito além dos videogames


Nintendo muito além dos videogames - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

A Nintendo sempre trabalhou com videogames desde o seu início? Esse é um grande MITO, pois na verdade a Nintendo nasceu muito antes dos videogames, no século 18 e lá atrás ela produzia jogos de baralho japonês, passou a produzir brinquedos e só depois de quase 100 anos da sua fundação que veio a produzir o primeiro videogame.

14 - Clefairy: O Pokémon do Ash


Clefairy: O Pokémon do Ash - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

Ash Ketchum tem como seu melhor amigo o Pikachu, isso todos sabem não é mesmo? Mas você sabia que na verdade o principal companheiro e amigo do treinador seria o Pokémon Clefairy, mas os criadores do mangá e anime resolveram mudar a história no último momento, o motivo? Ninguém sabe até hoje. Esse MITO é uma VERDADE completa, agora você já sabe que o Clefairy era o preferido para ser parceiro do Ash, mas foi trocado na última hora!

15 - Apple no mundo dos videogames


Apple no mundo dos videogames - Os 15 maiores mitos do mundo dos vídeogames

É verdade, a Apple até tentou entrar para o mundo dos videogames, mas essa história não terminou em um final feliz. A concorrência com Nintendo 64 e Playstation era muito grande e fez com que a gigante dos smartphones desistisse do videogame antes mesmo dele ganhar muitos jogos.

O videogame que também tinha recursos de PC foi lançado em meados dos anos 90 e teve pouco mais de 38 mil unidades vendidas no mundo inteiro. A quantidade de jogos também e irrisória, foram pouco mais de 80 jogos no Japão e nos Estados Unidos foram lançados menos de 20 jogos, já pensou que decepção para quem comprou a console?!

Se você conhece algum mito ou história que tem dúvidas e quer que o nosso site investigue para adicionar a lista deixe um comentário e nos diga sobre o que se trata, vamos investigar e adicionar ao artigo para que todos fiquem sabendo também!